Archive for julho 2, 2007

Dia do Bombeiro

Hoje é dia de um herói: o bombeiro!

          Nada mais justo é ter um dia especial pra comemorar o trabalho importante desses homens que salvam tantas vidas e estão prontos para apagar pequenos e grandes incêndios.

          Homens que apagam e preocupam-se com as queimadas das matas brasileiras pois são 494 incêndios florestais nos meses de Janeiro e Fevereiro (registros da Direcção-Geral dos Recursos Florestais d0 ano de 2004). Em 2005 são mais de 4600 incêndios (em terrenos florestais e incultos).

As típicas queimadas de Inverno são as principais causas para preocupações.

bombeiro.jpg

São fortes para aguentar os piores momentos e imagens.

         

Parabéns “anjos do fogo” que arriscam suas vidas para salvar a vida do próximo!

No dia 11 de semtembro, os bombeiros tiveram uma participação especial no salvamento de pessoas nas Torres Gêmeas ou World Trade Center nos Estados Unidos (Nova Iorque). Conheça mais sobre essa história clicando na imagem:

 

Clique na figura e conheça mais sobre o dia do Bombeiro!

Participe da Campanha “Bombeiro Sangue Bom” !

Os Bombeiros estão com a 4º edição da campanha de doação de sangue no Estado de São Paulo para incentivar esse gesto, pois durante as férias e inverno as doações diminuem.

Em São Paulo, capital, as doações estão direcionadas à Fundação Pró-Sangue nos seguintes postos de doações:

  •   Hospital das Clínicas ou http://www.hcnet.usp.br/ 
                Horário de atendimento é das 7 às 19 h, de segunda à sexta; aos sábados, domingos e feriados. O atendimento
    é das 8 às 18 h.
                Rua Enéas de Carvalho Aguiar, 155, 1º andar;

  • Zona Norte – no Hospital Mandaqui
               Rua Voluntários da Pátria, 4.301.
               Horário de atendimento é de segunda à sexta, das 8 às 17 h e, aos sábados, 8 às 16 h.

  • Zona Sul – no Hospital Dante Pazzanese
               Av. Dante Pazzanese, 500.
               Horário de atendimento é de segunda à sexta, das 8 às 17 h e, aos sábados, das 8 às 16 h.

  • Osasco –  Hospital Regional de Osasco
              Rua Ari Barroso, 355.
              O atendimento é de segunda à sexta, das 8 às 17h.

         Acesse o site dos bombeiros e conheça a história e muitas coisas interessantes: http://www.bombeirosemergencia.com.br/index.html

 

Comments (19) »

Ô povinho sem cultura!!

Essa frase está correta?

Será que existe alguém no mundo que não tenha cultura?

Essa pergunta foi feita em sala de aula e, muitos alunos responderam que não possuem a tal CULTURA. Eles pensam que por serem analfabetos, ou melhor, boa parte da vida fizeram parte dessa realidade, não possuem cultura.

O pensamento deles é que uma pessoa com cultura é aquela que freqüenta museus, conhece países, teatros e ambientes sociais de “alto nível”.

Então, o índio não têm cultura? Sim, têm a sua cultura: danças, ceitas, comidas típicas, é uma sociedade que possui formas de vida diferenciadas e que determinam a sua cultura.

Procuramos no dicionário o sinônimo da palavra Cultura:

  • do Lat. cultura

  • s. f., acto, efeito de cultivar.

  • do Al. kultur s. f., desenvolvimento intelectual, saber;

  • utilização industrial de certos produtos naturais;

  • estudo, elegância;

  • esmero;

  • conjunto dos padrões de comportamento, das crenças, das instituições e de outros valores morais e materiais, característicos de uma sociedade;

  • civilização.

Para esclarecimentos, alguns alunos relataram sua história de vida, acontecimentos e costumes foram relembrados em sala de aula como: Comidas típicas das regiões que moraram, locais que conhecem, festas típicas que participaram entre outras coisas.

Fazemos parte de uma sociedade e, falta de escolarização, nível social e falta de dinheiro que impede a frequêcnia de lugares culturais, não impedem a construção de conhecimentos prévios, que adquirimos durante todo o nosso desenvolvimento: infãncia, adolescência e adulto. Além disso, como vimos na Aula coletiva, aprendemos muito na relação interpessoal, ou seja, na relação com o outro: amigos, familiares, pais, colegas, até mesmo com os nossos animais de estimação; possuímos regras que organizam a nossa sociedade.

Tudo isso é sinônimo de cultura.

Aprendemos, também, com nossos erros, pois quem não erra é porque nunca fez nada!

Em uma roda de conversa, os alunos foram percebendo que sempre tiveram e fizeram parte da cultura.

Cultura humilde mas, rica e de grande importância, na qual eu e todos que estiveram presentes aprendemos e, conhecemos as experiências vividas por cada um. 

Leave a comment »

Imunidade Parlamentar: o que é isso?

Você sabe o que é Imunidade Parlamentar?

Mas, você assiste a televisão e sabe que a maioria dos políticos não são presos pelos crimes cometidos, existem aqueles que renunciam e depois de um tempo voltam candidatos à Deputado Federal, Estadual, Vereador, Prefeito, Governador ou mesmo Presidente.

A imunidade parlamentar garante aos parlamentares o chamado foro privilegiado. Os deputados federais e os senadores só podem ser denunciados à Justiça pelo procurador-geral da República do Brasil (Antonio Fernando Souza – clique no nome e veja uma reportagem) e respondem a eventuais processos apenas no STF (Supremo Tribunal Federal). Eles não respondem aos crimes em Poder Judiciário como qualquer cidadão comum e, ainda podem responder em segredo de justiça, ou melhor, nós, cidadãos, somos roubados por esses malandros e não temos o direito nem de saber as consequências dos atos.

Essa lei é feita para proteger o deputado, dando-lhe liberdade de opinião e garantindo defesa em tribunal superior de atos praticados no mandato, essa imunidade se transformou numa farra da impunidade penal.

É por isso que muitos crimes são investigados e, tempo depois, viram pizza, clique na pizza e saiba mais sobre imunidade parlamentar e foro privilegiado:

Nosso dever como cidadão é pesquisar e observar todos os envolvidos com os crimes intermináveis contra a sociedade e anotar para na próxima eleição não votar e colocar a mesma gangue para afundar cada vez mais o nosso país!

Como diz Boris Casoy: “Isto é uma vergonha!”

Comments (7) »

A Língua Portuguesa

Dados da Universidade do Texas, nos Estados Unidos (1995), a Língua Portuguesa é a sexta língua mais falada no mundo. A pesquisa diz que mais de 170 milhões de pessoas espalhadas pelo mundo falam a nossa língua. E, 12 milhões de pessoas utilizam o português como segunda língua.

Enquanto pesquisas na Wikipédia mostram que aproximadamente 230 milhões de pessoas falam o português, alterando a ordem para a quinta língua mais falada no mundo, no ocidente é a terceira língua mais falada.

O português é falado por cerca de 187 milhões de pessoas na América do Sul, 16 milhões de africanos, 12 milhões de europeus, dois milhões na América do Norte e 330 mil na Ásia.

Na América do Sul a língua é falada somente no Brasil, os países: Argentina, Bolívia (além do idiomas Quíchua e Aimará), Paraguai (além do Guarani), PeruUruguai e Venezuela possuem a língua espanholaChile, Colômbia e Equador  possuem o idioma Castelhano ou EspanholSuriname possui o idioma Neerlandês ou holandês; Guiana e Ilhas Malvinas  possuem o Inglês como idioma; além do Francês da Guiana Francesa, território ultramarino da França.

Em 2007, estima-se que cerca de 50,1% dos sul-americanos falem o português, correspondendo a 190.011.861 de pessoas, depois o espanhol, com 189.295.750, o inglês, com 769.065, o neerlandês, com 470.784 e por fim o francês, com 203.320. Portanto, o português é ainda o idioma mais falado na América do Sul.

 Os sete países do mundo que têm o português como a língua oficial são chamados de lusófonos são eles: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe.

Clique no mapa e conheça a Geografia da Língua Portuguesa:

 

 

Como reflexo de povoamentos portugueses, datados do século XVI, o português também é falado em pequenas comunidades como: Zanzibar (na Tanzânia, costa oriental da África); Macau (ex-possessão portuguesa encravada na China); Goa, Diu, Damão (na Índia); Malaca (na Malásia); Timor Leste (na Indonésia) tem, além do português, o idioma tétum como oficial.

No Brasil o total de falantes da Língua Portuguesa é cerca de 191 a 185 milhões de pessoas.

O Brasil é um país monolíngüe, mas o bilingüísmo faz parte da realidade de milhões de brasileiros. Quando os diversos grupos de imigrantes se fixaram no Brasil, a maior parte adotou o português como língua materna a partir da segunda ou terceira gerações.

Enquanto isso, encontramos nas comunidades rurais mais isoladas do Sul do Brasil, parte dos imigrantes que mantém seus idiomas de origem. Nas áreas de colonização alemã no Sul do país se fixaram imigrantes oriundos de diversas partes da Alemanha durante o século XIX. A maior parte desses colonos acabou por adotar o português como língua materna através das gerações, porém ainda existem colônias que ainda falam dialetos de origem alemã.

Na Serra Gaúcha podemos escutar brasileiros falando italiano ou alemão.

O sistema ortográfico adotado atualmente no Brasil é o aprovado pela Academia Brasileira de Letras, na sessão de 12 de agosto de 1943, e simplificado pela Lei nº. 5.765, de 18 de dezembro de 1971.

O nosso alfabeto possui 23 letras, três a menos do que no alfabeto latino (figura abaixo), as quais só podem ser usadas em casos especiais: K, W e Y.

 A escrita da língua Portuguesa têm duas variações: européia e a brasileira. A Brasileira é a variação mais estudada no mundo, além de lida e falada, é reconhecida e aprovada pela Academia Brasileira de Letras.

Clique na imagem e conheça mais sobre a história da Língua Portuguesa no mundo:

No Brasil a Língua Portuguesa chegou com os Portugueses em 1500 e se misturou ao Tupi Guarani e Tupinambá, além de ,aproximadamente, 1500 línguas existentes. Da língua indígena podemos notar algumas palavras até hoje usadas como: Mooca, Tatuapé, Tietê, cutucar entre outras.

Durante a escravidão no século XVI, os escravos, que somavam mais de 100 mil negros, foram trazidos da África para o cultivo da cana de açúcar trouxeram, com eles, a língua Iorubá e o quimbundo angolano que influenciaram a Língua Portuguesa.

Com a chegada dos imigrantes: italianos, japoneses, espanhóis, holandeses e outros a diversidade da língua aumentou. O que observamos é que a Língua Portuguesa é falada em todas as regiões mas, percebemos que determinados objetos possuem sinônimos diversificados dependendo da região brasileira como a mandioca conhecida como: aipi, aipim, aimpim, candinga, castelinha, macamba, macaxeira, macaxera, mandioca-brava, mandioca-doce, mandioca-mansa, maniva, maniveira, moogo, mucamba, pão-da-américa, pão-de-pobre, pau-de-farinha, pau-farinha, tapioca, uaipi, xagala. Em espanhol é chamada usualmente de yuca.

Por causa da diversidade histórica a Língua Portuguesa no Brasil possui muitos dialetos, cada região brasileira têm uma forma especial de falar e se comunicar com a Língua.

Temos os seguintes dialetos: Caipira, Cearense (Ceará) , Baiano (Bahia), Fluminense (Rio de Janeiro)images.jpg , Gaúcho (Rio Grande do Sul), Mineiro (Minas Gerais), Nordestino (o Recife e as cidades do Nordeste brasileiro têm falares próprios) images.jpg, Nortista (estados da região Norte do Brasil como o Amazonas), Paulistano (São Paulo), Sertão (Goiás e Mato Grosso), Sulista (Santa Catarina, Paraná e Curitiba que possui um dialeto próprio principalmente no litoral Catarinense), “Manezinho da Ilha” (Florianópolis).

Os aspectos gramaticais também se modificam entre as regiões brasileiras.

Conheça mais sobre a história e outras curiosidades da Língua Portuguesa clicando na figura:

Acesse também para maiores pesquisas: http://www.plenarinho.gov.br/brasil/Reportagens_publicadas/todas-as-linguas-do-brasil

Se você conhece palavras que se diferenciam entre as regiões brasileiras escrevam para nós e faremos uma comparação cultural!!!

Comments (6) »